sábado, 23 de fevereiro de 2013

MAIS UM MENU DE FESTA

 
3*7
 



 
 
 
"CANJA" DE CEVADA               
 
INGREDIENTES: 1 chávena de cevada em grão, bem lavada e demolhada cerca de duas horas com uma tira de alga kombu; 1 chávena de abóbora, 1 chávena de cenoura e 1 chávena de nabo, todos cortados em cubos. Pitada de sal. Um fio de azeite, Vinagre de ameixa q.b.. Folhas de hortelã. Nota: a cevada é especialmente boa para esta época de pré-primavera, ajudando a limpar e a desintoxicar os excessos acumulados.
 
 



PREPARAÇÃO: cozer a cevada na panela de pressão com 4 medidas de água e uma pitada de sal, durante 40 minutos, juntando então os vegetais cortados em cubos e deixando cozer mais vinte minutos; quando faltarem cinco minutos, juntar um fio de azeite e rectificar o sal. Temperar com vinagre de ameixa a gosto, tendo cuidado para não salgar demasiado.
 
SALMÃO SELVAGEM GRELHADO
 
                                            
 
Não sei se o salmão é selvagem do Pacífico mas que é diferente do habitual é - muito menos gorduroso e enjoativo. Na próxima vez experimentarei cozê-lo a vapor, em papelotes.
Foi servido com bulgur com molho de coentros (coze-se o bulgur com três medidas de água, sal, cenoura e cebola raspadas e, no fim, junta-se coentros picados com um pouco de azeite) e nabiças escaldadas e salteadas em azeite e sal.



PUDIM DE CÔCO               

INGREDIENTES: 500 ml de bebida de aveia; meio pacote de natas de amêndoa; 3 colheres de sopa de geleia de arroz; 2 colheres de sobremesa de côco ralado magro; 1 colher de chá de pasta de amêndoa clara; 2 colheres de chá de agar-agar; 1 colher de sobremesa de kuzu (ou amido de milho - espessante) bem dissolvido em água fria. Pitada de sal.
 
PREPARAÇÃO: levar a bebida de aveia ao lume, num recipiente alto, com todos os ingredientes e deixar cozinhar, mexendo sempre, até o preparado começar a engrossar e a subir. Deixar arrefecer e triturar com a varinha mágica. Colocar em formas e desenformar no momento de servir. Se se triturar novamente com a varinha fica com uma consistência de mousse, mais aveludada. Decorar com folhas de hortelã (no caso vertente, e na ausência das ditas, utilizei carcamé).
 
E assim foi o almoço deste dia 23
 

1 comentário:

  1. A carne dos músculos do salmão selvagem é mais firme do que a do salmão proveniente de aquacultura, uma vez que se movimentam mais. É também por esta razão que apresentam um teor de matéria gorda mais baixo, assumindo um paladar mais "seco", quando fumado.

    ResponderEliminar