quinta-feira, 25 de abril de 2013

UM DESAFIO VEGETARIANO

Dando resposta ao desafio lançado pela Joana, do blog Palavras que enchem a barriga, passo a descrever o almoço de hoje, que tem três receitas vegetarianas: sopa, prato principal e sobremesa.
Não sou vegetariana, apenas não como - há já onze anos - carne nem derivados, esporadicamente posso comer ovo ou queijo (este último é o calcanhar de Aquiles do meu regime...), como peixe, de que aliás gosto muito. Além disso, como sempre cereais integrais, procuro comprar biológico e nunca uso açúcar.
 
O almoço que se segue obedece, pois, ao "Livro de Estilo" da minha filosofia alimentar e cumpre as especificações da "Sra. Doutora", pois não utiliza soja nem derivados.
 
A SOPA
(que nunca deve faltar numa refeição)
 
 

Ingredientes
2 cebolas
1 talhada de abóbora
1/2 couve flor
1 courgette descascada (reservas as cascas)
água
pitada de sal
azeite
rama de 1/2 alho francês finamente cortada na longitudinal.
Preparação
Aquecer uma panela alta, forrar o fundo com azeite, cobri-lo com a cebola cortada em meias luas, polvilhar com pitada de sal. Quando a cebola estiver a ficar transparente, juntar a abóbora, temperar com uma pedra de sal, e assim sucessivamente com os demais vegetais, Quando estiverem todos na panela, cobrir com água a ferver, tapar, e deixar cozer cerca de meia hora. Nos últimos quinze minutos, colocar um cesto de cozer a vapor e a rama do alho francês.
Deitar as cascas cortadas em pedaços no caldo da sopa e triturar tudo, acrescentando água até a sopa ficar com a consistência desejada.
No fim incorporar as tiras de alho francês na sopa e rectificar o tempero. 
 
O PRATO PRINCIPAL
Feijão azuki estufado com vegetais doces, arroz de grão médio cozido com cevada e espetadas de vegetais aromatizadas com manjericão
 
FEIJÃO
Ingredientes
Uma taça de feijão azuki, lavado e escolhido, demolhado doze horas com tira de alga kombu.
Uma chávena de cada: abóbora hoikado, courgette, e cebola, cortadas em cubos
Azeite
Sal
Coentros picados (ou salsa ou cebolinho)
 
Preparação
Cozer o feijão na panela de pressão, com seis medidas de água e a alga kombu, cerca de uma hora. Quando estiver cozido (tenro mas sem estar desfeito), coar, reservando a água da cozedura (pode ser usada para base de uma sopa,por exemplo).
Estufar os vegetais como se fez o estufado inicial da sopa, ou seja, começando pela cebola, continuando com a abóbora e por fim a courgette.
Juntar o feijão cozido e envolver bem. Verificar os temperos (para abrir o sabor pode borrifar-se com um pouco de vinagre de ameixa) e polvilhar com as ervas picadas.
 
ARROZ
Ingredientes
Uma chávena com 2/3 de arroz de grão médio e 1/3 de cevada, lavados, escolhidos e demolhados pelo menos duas horas com tira de alga kombu.
 
Preparação
Cozer os cereais num tacho com três medidas de água e a tira de alga kombu durante 45 minutos.
 
ESPETADA DE VEGETAIS
Ingredientes (para 4 espetadas)
1 cebola nova cortada em quatro
2 tomates redondos pequenos
4 rodelas grossas de courgette
4 palitos
Preparação
Colocar em cada palito 1 quarto de cebola, 1/2 tomate e 1 rodela de courgette.
Dispor as espetadas num pirex, temperar com azeite e sal, polvilhar com manjericão picado e levar ao forno cerca de meia hora.
 
 
Finalização
Dispor o feijão, os cereais e as espetadas no prato como se gostar mais. No meu caso, optei por enformar o feijão os cereais e o feijão, mantendo a espetada de vegetais assados, e polvilhei tudo com gomásio e sementes de girassol.


 

A SOBREMESA
Folhados de maçã

Ingredientes
3 maçãs golden
1 colher de sopa de sultanas
raspa de um limão
2 colheres de sobremesa de amêndoa em pó
canela para polvilhar
2 bases quadradas individuais de massa folhada (sem gorduras animais nem, a acreditar na rotulagem, gorduras vegetais hidrogenadas)


Preparação
Lavar as maçãs, descascá-las e cortá-las em cubos, que se mergulham em água com sal. Levar o lume forte num tacho largo tapado e apenas com uma pitada de sal (o sal tem duas propriedades: potencia o sabor natural dos alimentos e provoca uma libertação de líquidos; no caso da maçã o sabor que é acentuado é o doce, que fica ainda mais activo devido à desidratação provocada pela extracção da sua água).
Quando a água começar a secar, juntar as sultanas, baixar o lume e deixar cozer até a fruta estar cozida mas sem desfazer, polvilhando então com a raspa de limão.




Deixar arrefecer e colocar um montinho de maçã em cima dos quadrados de massa, cobrir com uma colher de sobremesa de amêndoa em pó, fechar o folhado e levar ao forno, pré-aquecido a 200ºC, cerca de 15 minutos.



Quando sai do forno polvilhar, querendo, com um pouco de canela.



Servi acompanhado com uma geleia de melancia, feita há meio ano e que ainda dura apesar de não ter qualquer açúcar adicionado, foi feita apenas com as talhadas de melancia que ferveram quatro a cinco horas, até reduzir para metade do volume inicial - ver jantar de dia 14 de Outubro.


 

1 comentário:

  1. Muito obrigada pela tua participação :D Todos os pratos me pareceram deliciosos, e fiquei muito curiosa porque nunca experimentei feijão azuki :) E esses folhados de maçã, que maravilha :D

    Beijinhos e tem uma boa noite :D

    ResponderEliminar