domingo, 1 de março de 2015

A LESTE DO SOL E A OESTE DA LUA - A PRIMAVERA


Vincent van Gogh - Amendoeira em flor

A PRIMAVERA começa no Equinócio que lhe dá o nome e acontecerá este ano no dia 20 de Março, cerca das 22h43.
Se observarmos a natureza que nos rodeia, verificaremos que tudo está a preparar-se e a desenvolver-se para esse apogeu a partir do qual começa a preparação do Verão que há-de chegar no Solstício do mesmo nome, num eterno devir que nos dá certezas e garantias de que, por muito incerto e imprevisível que seja o ambiente social, empresarial, laboral e político, há um mundo natural que permanece e pontualmente se renova todos os anos, dando-nos assim um sentimento de pertença e as raízes de que precisamos para alicerçar as nossas vidas.
Se o Equinócio representa o apogeu a partir do qual a natureza já começa a preparar o Verão também nós deveremos preparar a chegada da Primavera com antecedência no que à alimentação diz respeito – mudar subtilmente os alimentos mais pesados e de confecção mais energética para alimentos mais leves, de transição, que ajudem a limpar o corpo e, ao mesmo tempo, fortalecê-lo para a astenia primaveril a que ninguém hoje liga mas que existe, ai se existe! Não será por acaso que a Quaresma cristã – que começa mais ou menos um mês antes da Primavera e se prolonga por mais ou menos três semanas após o início desta - incorporou hábitos de jejum que visavam purificar o organismo dos excessos do Inverno.
Ou seja, às tradicionais limpezas de Primavera e ao processo de mudança de roupas, deveremos também associar alimentos de limpeza e purificação – cevada, muitos vegetais de folhas verde, rizomas como a cenoura e o nabo -, métodos culinários mais simples e rápidos (menos forno mais estufados rápidos), cuidado com as gorduras, e associar a esta mudança a prática de exercício diário, leve (30 a 45 minutos de caminhada ao ar livre, de preferência no meio de árvores) e descansar, descansar muito.
Cá em casa, os acessórios já mudaram do vermelho que aquece os dias frios do Inverno para o verde fresco e cor da esperança que tenho de conseguir levar a bom porto esta tarefa de publicar trinta menus de Primavera, os tais que serviria se por acaso tivesse um restaurante situado a leste da lua e a oeste do sol…


Árvores em flor na margem do Spree, Berlim, Primavera 2008


Sem comentários:

Enviar um comentário