terça-feira, 30 de agosto de 2011

PEQUENO ALMOÇO



A expressão, só por si, é auto-explicativa: um pequeno almoço (no campo muitas vezes chamado de primeiro almoço) é uma refeição substancial que nos prepara e dá a energia necessária para o dia que começa. Ou seja, o oposto da bica e pastel de nata engolidos à pressa e que uma ou duas horas depois provocam uma queda da glicémia com todas as consequências - falta de energia, rendimento, sonolência e nova corrida a outra bica e mais uma fonte de açúcar rápido.

Está aceite que o pequeno almoço é a refeição mais importante do dia, por isso, resolvi dedicar um dos trinta menus ao meu pequeno almoço favorito.

Não nego que gosto de um bom chá com torradas de pão integral, barradas com uma maçã acabada de assar (alternativa às compotas carregadinhas de açúcar...), mas o meu pequeno almoço habitual é constituído por um prato de flocos de aveia e cevada, preparados da seguinte forma: num tacho coloco algumas amêndoas laminadas, uma pêra fatiada e acrescento umas colheres de flocos de aveia e cevada (tenho sempre um frasco enorme com a mistura já preparada), levo a lume brando, junto água quente e deixo cozer cerca de 10/15 minutos. Preparo uma dose suficiente para três dias e guardo no frigorífico. Matinalmente, junto à porção diária dos flocos uma reineta assada e um iofu natural e eis um pequeno almoço que me dá energia para três horas. Dependendo da hora (geralmente vou ao ginásio pela manhã pelo que só tomo o pequeno almoço um pouco tarde), posso aguentar até à hora de almoço ou então tenho que recorrer a um snack (uma peça de fruta, p. ex.; aliás, só como fruta no intervalo das refeições, em jejum ou com o pequeno almoço).
Como tenho sempre os flocos cozidos (normalmente preparo-os à noite) e procuro deixar a maçã assada de véspera, de manhã demoro 2 minutos a fazer a "assemblagem", pois a "marmita" fica devidamente pré-preparada de véspera em cima do balcão da cozinha. E dois minutos é seguramente menos tempo do que demora a pedir e a tomar a dita bica com o pastel de nata... Depois é só carregar a mochila e correr para o ginásio (note-se que, antes de começar a praticar exercício, tomo uma chávena de chá três anos, como uma peça de fruta e uma barrita energética, por isso, rigorosamente, os flocos são o segundo pequeno almoço...)

Sem comentários:

Enviar um comentário