sábado, 10 de setembro de 2011

TRINTA DIAS - TRINTA MENUS (27)

PURÉ DE COUVE COM FEIJÃO, MISTO DE VEGETAIS GRELHADOS E ARROZ REDON




Esta receita foi inspirada na de Migas de couve com feijão, publicada no livro Cozinha Alentejana, de Alfredo Saramago e Manuel Fialho, Assírio & Alvim, 1998, adquirido há 10 anos pouco usado mas muito manuseado pela beleza das fotografias, explosivas nos contrastes de cor que anunciam inebriantes promessas de cheiros e sabores, mas de uma simplicidade, despojamento e minimalismo ímpares.
Relativamente à receita original omiti a banha (e o louro porque o não tinha) e não ultimei o cozinhado como migas mas sim numa versão mais simples de puré.



Ingredientes
Meia couve chinesa
1 lata de feijão branco
1,5 cebola picada
4 dentes de alho picados
azeite
sal
vinagre de ameixa
manjericão fresco picado
salsa picada
folhas de hortelã

Preparação
Migar a couve e levá-la a cozer ligeiramente em água (apenas a necessária para cobrir a couve). Alourar a cebola e alho picados com o azeite, temperar com pitada de sal e juntar a couve migada. Uma vez a couve macia acrescentar o feijão (bem passado por muita água corrente), mexer sempre, temperar com o manjericão e a salsa. Retirar a porção necessária para os comensais de serviço, triturar com a varinha mágica, temperar com pimenta preta moída no momento e um pouco de noz-moscada, rectificar os temperos e adicionar um golpe de vinagre de ameixa. Servir com folhas de hortelã que lhe dão uma sensação de frescura que contrasta e ameniza o peso da leguminosa.

Misto de vegetais grelhados
Ingredientes
1 courgette
1/2 pimento vermelho
1 cebola
1 cogumelo portobello
alguns botões de bróculos já cozidos
vinagreta de azeite, balsâmico e shoyu
sal

Preparação
Cortar os vegetais e levá-los a grelhar na chapa quente, polvilhando com um pouco de sal e shoyu.

Apresentação
Num prato grande ou travessa dispor os vários ingredientes da refeição (a que se acrescentou um redon de arroz cozido com cevada aquecidos em banho maria), temperando os vegetais grelhados com a vinagreta. O puré de feijão, como estava um pouco líquido, foi colocado num pratinho especial de degustação de azeite, assim dando um toque mais refinado e chique à composição.

Só ficou mesmo a faltar uma sobremesa (desta vez, bem docinha...), mas melhor assim.
A mediterrânica sesta que se seguiu ao almoço - em total harmonia e alinhamento com a mediterrânica origem da receita - foi uma benção do céu, neste dia ainda de Verão que mais parecia de um outono avant la lettre...

1 comentário: