domingo, 6 de novembro de 2011

PROPRIEDADES E USOS DO VINAGRE

O vinagre - do latim vinum+acre - resultava originariamente da fermentação ácida do vinho. Actualmente, a maior parte dos vinagres comercializada corresponde a sínteses químicas (o chamado ácido acético). Talvez por isso se tenha tornado moda o consumo de vinagre de cidra.
Habitualmente, o consumo de vinagre limita-se ao tempero de saladas e, no caso de vinagre de vinho tinto, ao tempero ocasional de carnes.

Para além desses usos tradicionais, o vinagre é um poderoso anti-séptico e estabilizador de cores.

Nos tempos da peste, os médicos recomendavam uma desinfecção geral do corpo com vinagre, como forma de evitar contágio; sabendo-se hoje que o contágio resulta da picada de pulgas infectadas por ratos, é fácil perceber que um corpo que tresande a Vinagre Cristal - que não é exactamente o mesmo que o Cristalle da Casa Chanel - é muito pouco apetecível às mordidelas da piolheira...

É igualmente consabido o seu uso na última água de lavar saladas, couves, morangos, para matar eventuais parasitas (confesso que nos morangos uso mesmo umas gotas de lixívia). Uso-o habitualmente para lavar a fruta, que gosto de comer com casca, para ajudar a remover os químicos que possam ter.

Outros usos menos comuns
Cabelos: enxaguar os cabelos num copo de água com vinagre diluído após a lavagem, ajuda a retirar restos de detergente e todos os produtos anteriormente usados e, bem assim, no caso de cabelos pintados, a segurar a cor, o que se revela particularmente importante para utilizadores de piscinas, que sabem como umas belas madeixas douradas se podem tornar num horroroso amarelo palha...

Roupa colorida que pode manchar: convém mergulhá-la em água fria com vinagre antes de lavar pela primeira vez (conselho dado nas instruções de manutenção das sedas tailandesas, por isso, não estraga tecidos delicados).
Graças ao conselho de uma amiga, passei a usar vinagre regularmente na lavagem de toda a roupa na máquina, em conjunto com o detergente e também no recipiente do amaciador; no último enxaguamento, ajuda a retirar restos de detergente; tratando-se de roupa de cor, coloco ainda uma tira de feltro própria para segurar cores dentro do tambor da máquina e nunca mais houve acidentes...
Funciona muito bem para não deixar amarelecer ou acinzentar a roupa branca (sobretudo quando lavada em baixas temperaturas).

Nota de rodapé: o vinagre era muito usado antigamente pelas senhoras que queriam emagrecer e que assim o bebiam em jejum...
Não sei se dava resultado, mas os pobres fígados das senhoras não deviam ficar em muito bom estado e a dieta que tinham que fazer para mimar o fígado devia ajudar a cumprir o objectivo...

Sem comentários:

Enviar um comentário