sexta-feira, 9 de dezembro de 2011

COZINHA DE INVERNO - 7



SOBREMESA CHEIINHA DE BETACAROTENO

Aprendi a gostar de batata doce há mais de trinta anos com E., ao mesmo tempo que aprendi a gostar e a fazer o bolo chinês (entrada do dia 28 de Agosto, lembram-se?).

Lavam-se muito, muito, muito bem as batatas com uma escova de vegetais. Se forem grandes partem-se ao meio no sentido longitudinal.
Assam-se no forno aré ganharem um consistência mole e cremosa.
Podem servir-se com canela.
São muito boas e têm a grande vantagem de terem imenso betacaroteno.
A Fundação Helen Keller desenvolveu um projecto para encontrar um alimento "funcional" que ajudasse a combater problemas de visão em países pobres, onde as carências nutricionais têm como consequência uma elevada taxa de cegueira precoce; o alimento escolhido foi a batata doce, mais adptável ao continente africano do que a "rainha do betacaroteno" (cenoura). Por tal trabalho, a Fundação Helen Keller recebeu em 2009 o prémio de 1M€ que a Fundação Champalimaud atribui de dois em dois anos a projectos na área da saúde dos olhos.

Sem comentários:

Enviar um comentário