quarta-feira, 10 de julho de 2013

A LESTE DA LUA E A OESTE DO SOL - O VERÃO (10)

WELLCOME HOME & TAPAS
 
Regressada da (pouco) romântica mas muito escaldante Viagem na Minha Terra, sou brindada com um jantar de tapas bascas, ao melhor nível - e sei do que falo porque estive no País Basco na ressaca de uma dieta (daquelas que fazia antes de aderir à macrobiótica) e nunca comi tão bem sem engordar....  
 
Moral da história: é bom sair das nossas rotinas habituais, somos bem recebidos por quem visitamos e recebidos em ombros por quem deixamos para trás...
 
E aqui fica o registo do "tapeo" e "picoteo" do regresso à capital do império (ou dos destroços que dele restam....), nesta noite que se quer de salvação mas em que abundam as dúvidas... e as dívidas...
 
COURGETTES COM HORTELÃ(*)
 
 
 
 Ingredientes
2 courgettes pequenas
1 tomate pequeno
1 ramo de hortelã fresco
2 colheres de vinagre
4 colheres de azeite
sal e pimenta
 
 
Preparação
Levar água a ferver numa caçarola grande, quando ferver, introduzir os tomates e as courgettes; deixar os tomates dentro da água fervente cerca de 1 minuto, retirar, passar por água fria e pelá-los, cortando-os seguidamente em cubos; ao fim de quatro minutos retirar as courgettes e fatiá-las muito finamente.
 
Finalização
Dispor as fatias de courgettes num prato, colocando o tomate em cubos no centro, polvilhando com a hortelã picada.
Temperar com uma vinagreta confeccionada com azeite, vinagre, sal, pimenta e mostarda.











 
PIMENTOS DE "PIQUILLO" RECEHEADOS COM ATUM (**)
 

Ingredientes
2 pimentos "del piquillo"
1 lata de atum em azeite
1/2 cebola picada
2 pequenos pimentos verde desmaiado, picados
salda, estragão
mostarda, pimenta branca,
maionese de tofu
um fio de azeite
vinagre
 
Preparação
Picar finamente o atum, a cebola, os pimentos verdes e a salsa, misturar na maionese previamente temperada com a mostarda e a pimenta branca. Rechear os pimentos "del piquillo" escorridos com o preparado anterior.
Dispor num prato e temperar com vinagreta a gosto.



 
 
Acompanha com uma mão cheia de feijão verde cozido a vapor decorado com rodelas de cenoura cozida e salsa e temperada a gosto (gosto esse que, no caso de manteve fiel à vinagreta).
 
 
Nota final: foi tudo regada com um finíssimo vinho rosé  que, fresco, satisfez as sedes mais agudas e atormentadas...
 
(*) Receita do livro "O meu amor é cozinheiro"
(**) Receitas dum livro de Tapas bascas

Sem comentários:

Enviar um comentário