domingo, 24 de maio de 2015

A LESTE DA LUA E A OESTE DO SOL - A PRIMAVERA

DIA DE PÁSCOA


Apesar de considerar que muitas, ou quase todas, as celebrações religiosas estão adulteradas e longe das suas raízes e tradições, o certo é que o almoço pascal é uma tradição incontornável nas nossas mesas. Contornável teve que ser o uso de carne na minha mesa desde que deixei de a consumir.
Este ano recorri ao seitan como substituto vegetariano do borrego.
Usei ervas aromáticas para os temperos e uma sobremesa à base de amêndoa.
E porque os olhos também comem, a mesa foi decorada em tons de amarelo que nos dá alegria e de verdes que evoca a pujança da Primavera; o azul do serviço deu o toque de quietude e sobriedade.
E sem dúvida que o almoço de Páscoa será um digno representante de ums refeição primaveril festiva!



SEITAN ESTUFADO, ARROZ INTEGRAL COM ERVILHAS DE QUEBRAR, VEGETAIS ESTUFADOS COM ALECRIM E CREME-PUDIM DE AMÊNDOA



SEITAN ESTUFADO


Ingredientes
1 embalagem de seitan, marinada durante umas horas em molho de soja, rodelas de limão, louro, alho picado, alecrim
Azeite
Sal
Os temperos da marinada
Preparação
Levar o seitan ao lume num tacho anti-aderente com um pouco de azeite, saltear ligeiramente o seitan de todos os lados, acrescentar molho da marinada e água, tapar e deixar estufar em lume médio, tendo o cuidado de ir virando o seitan para que cozinhe uniformemente e regando com o molho; se necessário, acrescentar um pouco de água.


ARROZ INTEGRAL COM ERVILHAS DE QUEBRAR


Ingredientes
1 chávena de chá de arroz integral de grão longo e com casca
Uma mão cheia de ervilhas de quebrar, bem lavadas e às quais se retiraram os fios
Um fio de azeite
Pitada de sal
Preparação
Levar o arroz previamente demolhado em três medidas de água com sal, quando faltarem dez minutos para terminar a cozedura (ou seja, trinta e cinco minutos depois de a água levantar fervura) juntar as ervilhas. Desligar ao fim dos 45 minutos e reservar.

VEGETAIS ESTUFADOS



Ingredientes
Abóbora em cubos
Cebolas cortadas em quartos
Rama de cebola nova cortada em fatias finas
Azeite
Alecrim
Pitada de sal
Miso de cevada
Preparação
Colocar no fundo dum tacho os cubos de abóbora e os quartos de cebola, polvilhar com a rama da cebola, o alecrim e sal; regar com um fio de azeite, e colocar um pouco de miso de cevada por cima das cebolas (uma quantidade equivalente a dois grãos de arroz).
Tapar o tacho e levar a lume brando durante 20 a 30 minutos. Verificar se precisa de ser polvilhado com água para não pegar.
Pode temperar-se com um golpe de vinagre de ameixa para acentuar o sabor.

CREME-PUDIM DE AMÊNDOA


Ingredientes
1 litro de bebida de amêndoa
Geleia de arroz a gosto
3 colheres de sopa de pasta de amêndoa clara
1 colher de amido de milho
2 colheres de chá de agar-agar
Amêndoas palitadas
Pitada de sal
Casca de limão
Preparação
Levar a bebida de amêndoa ao lume numa panela ou fervedor (tem que ser um recipiente alto) com a pitada de sal, a casca de limão, a pasta de amêndoa, a geleia, o amido e o agar-agar previamente dissolvido num pouco de água.
Mexer sempre até o líquido começar a engrossar e a subir pelas paredes da panela.
Provar para verificar o teor de doce – se não se sentir muito deve acrescentar-se geleia de arroz. Deixar a arrefecer e triturar com a varinha mágica, voltar a aquecer, juntar amêndoas palitadas a gosto e verter nos recipientes de servir (podem ser taças ou forma que se desenformará antes de servir).
Decorar com amêndoas de Paris (uma concessãozinha ao açúcar, vá lá…).

Este almoço simples e descomplexado implicou uma manhã inteira na cozinha...
Slow food é um conceito bonito se nos esquecermos de que o mundo lá fora continua a rodar e a exigir-nos velocidades vertiginosas...

Sem comentários:

Enviar um comentário